PROJETO PCD > Notícias

25/07/2017

Formatura marca encerramento do Projeto para PcDs

Mais notícias
A Abespetro e Senai realizaram na manhã de ontem o encerramento do Projeto "Abespetro para Formação Integrada das Pessoas com Deficiência"
 
Mais uma vez a emoção marcou o encerramento do Projeto "Abespetro para Formação Integrada das Pessoas com Deficiência”. Na manhã de ontem foi realizada a cerimônia de encerramento do segundo ciclo da atividade. No total, 127 participantes concluíram esta etapa do curso e agora aguardam uma oportunidade para ingressar no mercado de trabalho. 
 
O evento realizado no auditório do Senai contou com a participação da familiares dos formandos, representantes da ABESPETRO, Equipe Técnico-Pedagógica, Instrutores e alunos, além de convidados de entidades e representantes das empresas participantes do projeto.
 
Entre as autoridades presentes estavam o secretário executivo da Abespetro, Gilson Freitas Coelho; Representante da Procuradoria de Cabo Frio, Roberta Ferreira; Vice-Prefeito de Macaé Vandré Guimarães; Gerente Regional Norte Fluminense - Representação, Luiz Mario Concebida, Representante das Empresas Associadas e Advogado; Pedro Calmon; Representantes das Empresas de Macaé e Comissão da Firjan de Macaé, Marcelo Reid (Merrel); além de representantes dos municípios Carapebus, Quissamã; Rio das Ostras; da Acim; AMADA, APAE, PESTOLOZZI, AMAC, e Jornal O Debate.
 
Em meio à cerimônia, Gilson Coelho, grande responsável pela implantação da iniciativa. "Esse Projeto começou de um sonho e aos poucos se tornou realidade. Hoje estamos aqui para a segunda formatura e para nós é uma grande satisfação ver que a atividade deu certo. Só temos a agradecer a todos que nos ajudaram nessa ideia e não mediram esforços para que o sonho se tornasse real. Agradecer ao Jornal O Debate que sempre nos apoiou divulgando o Projeto, às empresas que abraçaram a ideia, a cada profissional envolvido. 
 
O projeto começou aqui em Macaé e já está ganhando o mundo, tem empresas nos procurando, o Prefeito de São Paulo quer conhecer o projeto e isso pra gente é muito gratificante. Nós da indústria perdemos quase 500 mil homens no mercado de trabalho, mas mesmo assim, não abrimos mão do projeto, de qualificar esses jovens e oferecer a eles uma nova oportunidade. Mais uma vez gostaria de agradecer a todos os apoiadores, entre o Ministério Público do Trabalho - que abraçou a causa desde o primeiro momento”, disse Gilson.
 
Vandré Guimarães destacou a importância da capacitação. "Sem ela, a inserção no mercado de trabalho fica mais difícil, por isso é preciso se qualificar sempre. O caminho para o emprego é a capacitação. Parabenizo todos vocês pela dedicação aos cursos e trago a boa noticia de que o balcão de emprego de Macaé hoje está com 20 vagas disponíveis para pessoas com deficiências", disse.
 
Marcelo Reid parabenizou a Abespetro pelo Projeto. "Estão todos de parabéns. A inserção do deficiente muda a qualidade de vida de todos nós e não é só no mercado de trabalho não. O deficiente não pode ser excluído, ele deve ser incluído cada vez mais na sociedade. Por isso mais uma vez parabenizo a todos que oportunizaram a esses jovens a chance de dar esse passo”, enfatizou.
 
O projeto, lançado em março de 2015 e ao longo de dois anos capacitou 230 jovens com deficiência, sendo 103 no primeiro ciclo e 127 no segundo. De acordo com dados apresentados, no primeiro ciclo, do total de alunos iniciantes, 24 evadiram. Já no segundo ciclo, de 172 iniciantes, 45 evadiram. Sendo que do total de alunos evadidos, 25 precisaram deixar os cursos porque foram inseridos no mercado de trabalho ao longo do projeto. O Projeto de Formação Integrada para Pessoas com Deficiência foi desenvolvido pela Abespetro (Associação Brasileira das Empresas de Serviços de Petróleo) e suas empresas, sob a égide do Ministério Público do Trabalho e em parceria com o Sistema Firjan para cumprimento da lei que determina a inclusão de deficientes físicos nos quadros funcionais.
 
Fonte: O Debate
©Copyright ABESPetro 2018. Todos os direitos reservados.